Antes da Queda é um recorte de trabalhos de Dora Smék e Paul Setúbal que problematizam o corpo em situação de constante tensão, luta, esforço e desgaste, por meio de esculturas em bronze e desenhos em grafite.

A exposição apresenta uma instalação em colaboração dos artistas além de trabalhos individuais.


O corpo é o elo das inquietações cotidianas, e o ponto de tangência entre a produção dos artistas.
Tensores é uma instalação em colaboração composta por mãos dos artistas fundidasem bronze. Por meio de correntes que se opõem às paredes do espaço, nos lembra que o corpo está em constante movimento ante às estruturas rígidas, e que asrelações se dão em jogos de força e poder.
Variações sobre o Caos de Dora Smék apresenta fragmentos do punho cerrado moldados a partir da mão da artista. Destroços da resistência, menções à lutas que persistem e se fundem ao caos.
Na série de desenhos Confessio, Paul Setúbal toma parte das lutas diárias em busca de libertação e uma possível redenção. Aprisionado em máscaras ou em situações que busca se livrar, trata o corpo como esforço perene de desconstrução e